Juninho é eliminado do BBB 24 após polêmica com Alane

O motoboy Juninho, de 41 anos, foi o sétimo participante a deixar o Big Brother Brasil 2024, na noite de terça-feira (2/6). Ele recebeu 60,35% dos votos do público, num grupo que também incluía Alane, Beatriz e Isabelle. A eliminação de Juninho foi marcada por uma grande polêmica envolvendo Alane, que o acusou de assédio durante uma festa na casa.

A confusão começou na madrugada deste sábado (2/3), quando Alane disse que Juninho havia esfregado suas partes íntimas enquanto dançavam. A dançarina contou a história para Beatriz e Isabelle, que ficaram indignadas e foram conversar com o motoboy. Juninho negou a acusação e disse que tocou apenas na cintura de Alane. Ele também chamou os três de “falsos” e “mentirosos”.

O assunto repercutiu na casa e nas redes sociais, gerando divisão entre os participantes e os fãs do programa. Alguns apoiaram Alane e pediram a expulsão de Juninho, enquanto outros defenderam o motoboy e questionaram a veracidade da denúncia. As imagens da festa foram analisadas pela produção do BBB, que não encontrou indícios de assédio.

No domingo (2/4), a dirigente Fernanda indicou Beatriz para o paredão, por considerá-la uma jogadora forte. Em seguida, a casa foi dividida em dois grupos, definidos pelo Big Fone, e votados em pessoas do grupo oposto. Alane foi o mais votado do grupo 1, que tinha Juninho, e Juninho foi o mais votado do grupo 2, que tinha Alane. No confessionário, os participantes votaram em pessoas do mesmo grupo, e Isabelle foi escolhida pelo grupo 2, enquanto Marcus Vinicius foi escolhido pelo grupo 1. As quatro duplas disputaram a corrida de ida e volta, e Marcus Vinicius foi salvo.

Na segunda-feira (2/5), os irmãos participaram do “sincerão”, dinâmica em que tiveram que responder questões polêmicas sobre o jogo. Alane e Juninho se enfrentaram novamente e trocaram acusações e insultos. Alane disse que Juninho era um “monstro” e um “covarde” e que deveria ser expulso. Juninho disse que Alane era “mentirosa” e “farsa”, e que estava se fazendo de vítima. As duas também discutiram com Beatriz e Isabelle, que ficaram do lado de Alane.

Na terça-feira (6/2), antes de anunciar o resultado do confronto, o apresentador Tadeu Schmidt fez um discurso no qual deixou claro que a acusação de Alane contra Juninho era falsa, e que se alguém tivesse feito algo “fora das regras”, o confronto nem teria acontecido. Ele também questionou se os brothers tinham certeza do que estavam dizendo e defendendo, e disse que o resultado era fruto de um conjunto de variáveis, e não um fato isolado. Ele disse que a votação mudou após a sinceridade, mas não o suficiente para alterar o destino de Juninho, que foi eliminado com 60,35% dos votos. Alane ficou em segundo lugar com 36,64%, seguida por Beatriz com 1,95% e Isabelle com 1,06%.

A saída de Juninho causou emoção e alívio em Alane, que agradeceu ao público por ter acreditado nela. Ela também recebeu o apoio de Beatriz, Isabelle e outros participantes. Juninho, por sua vez, deixou a casa sob vaias e gritos de “assediador”. Ele foi recebido por Tadeu Schmidt, que o entrevistou no palco. O motoboy manteve sua versão dos fatos e disse ter sido injustiçado e perseguido por Alane e seus aliados. Ele também criticou a atitude de Fernanda, que o indicou para o paredão, e de outros participantes que não o apoiaram. Disse que se arrependia de algumas de suas ações, mas que não se considerava um vilão.

O BBB 24 continua com 18 participantes na disputa pelo prêmio de R$ 1,5 milhão. A próxima prova do líder acontece na quinta-feira (8/2), e o novo paredão será formado no domingo (11/2).

Leave a comment